Archive for maio \10\UTC 2010

“E daí? EU ADORO VOAR!”

maio 10, 2010

A quantidade de pessoas da qual invejo por serem grandes, já não cabem mais nos dedos (pelo menos os das mãos). E a quantidade das que eu repudio por serem mesquinhas, hipócritas e pífias já estão em tal número que eu me pergunto por que tenho tanta intolerância a esse tipo de gente. Será que perdi totalmente aquela coisa de “aparência”, será que isso já não me satisfaz?

Não agüento ver todos os dias pessoas reclamando da profissão que tem, dos companheiros com os quais escolheu para dividir algo, dos “amigos” que só sabem falar mal um dos outros, dos subordinados, dos chefes e dos não chefes que querem ser melhores dos que os outros, e mostrar isso numa incessante luta de compensar algo!

E se eu sou sincero quando digo alguma coisa, se não correspondo às suas expectativa de falsidade e quando não tenho discernimento com alguns, sou taxado de hipócrita, estúpido, grosso, e outros adjetivos que vc quiser imaginar, justo eu que tento não entrar na corja dos afogados neste mundo de aparências, onde as coisas verdadeiras são deixadas em segundo plano.

Tomo algumas das palavras de Clarice Lispector como as minhas:

“Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
– E daí? EU ADORO VOAR!”

Anúncios